Conheça os Deuses Vênus e Apolo.

Padrão

Boa noite galera.

Como o Gustavo disse anteriormente, é importante conhecermos as historias dos Deuses que estudaremos antes de nos aprofundarmos, então contarei para vocês agora a historia de Vênus e de Apolo.

Vamos começar por Vênus:

Vênus é a deusa do panteão romano, equivalente a Afrodite no panteão grego, cujo nome vem acompanhado, por vezes, de epítetos como “Citereia” já que, quando do nascimento, teria passado por Citera, onde era adorada sob este nome. É a deusa do Amor e da Beleza, tendo sido assimilada à Vênus romana, uma deusa local do mercado.
O mito do nascimento conta que surgiu de dentro de uma concha de madrepérola, tendo sido gerada pelas espumas. Em outra versão, é filha de Júpiter e Dione. Era considerada esposa de Vulcano, o deus manco, mas mantinha uma relação adúltera com Marte.
Vênus foi uma das divindades mais veneradas entre os antigos, sobretudo na cidade de Pafos, onde o templo era admirável. Tinha um olhar vago, e cultuava-se o zanago dos olhos como ideal da beleza feminina. Possuía um carro puxado por cisnes.

Agota vamos aprender um pouco sobre Apolo

O Deus Apolo também conhecido como Febo era um dos nomes do deus romano equivalente ao grego Apolo, de cujo nome passou a ser um epíteto. Mas mesmo com a diferenciação dos deuses romanos para os gregos, o nome de Apolo foi mantido, uma vez que Roma, segundo estudiosos, descendia diretamente da famosa Tróia, aonde Apolo era considerado um dos deuses mais importantes. Logo, Apolo, Febo Apolo ou Febo são todas nomeações corretas tanto para Roma, quanto para Grécia. Irmão gêmeo de Diana, também conhecida por Ártemis, e também filho de Júpiter com Latona. Personificava a luz, era o deus das músicas, e o mais belo de Roma.
De acordo com a mitologia, quando Juno descobriu que a mãe de Febo Apolo estava grávida de seu esposo Júpiter, ficou muito enciumada e pediu para que a deusa Gaia não cedesse lugar algum da terra para que a pobre mulher pudesse ter seus filhos, tendo, assim, com o ventre dolorido atravessado o mundo todo sem jamais receber abrigo de quem quer que fosse, pois todos tinham medo da ira das duas deusas. Depois de muito vagar, Latona acabou por chegar à Ortígia, encontrando, finalmente, um lugar seguro onde pudesse dar à luz os seus dois filhos. Ortígia era uma ilha flutuante — não estando fixa em lugar algum — e portanto não fazendo parte da terra.
Logo após seu nascimento, Febo Apolo matou a serpente Píton em Delfos, lugar onde foi construído o mais célebre de seus templos. Entre seus tantos filhos, o seu mais querido e também o mais conhecido é o deus da medicina, Esculápio.

 

Ass: Paulo Ramon.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s